segunda-feira, 5 de fevereiro de 2018

Como fazer a introdução alimentar?

O Ministério da Saúde recomenda o aleitamento materno exclusivo até os 6 meses. Sabemos que em muitos casos isso não é possível. 
A introdução de alimentos começa a partir dos 6 meses (em alguns casos também pode começar antes). Eu tive que começar a introdução alimentar do meu filho com 5 meses e meio, pois ele estava com refluxo e não estava acompanhando a curva. Fiquei muito insegura no início da introdução alimentar e conversei com colegas e amigas para pegar dicas e trocar experiências. 
Decidi por fazer a introdução alimentar participativa, apresentava os alimentos para o Lucca, deixava ele pegar, cheirar, se labusar e fazer aquela bagunça.  Tudo isso é muito importante, pois a introdução alimentar é um processo de aprendizado para você e principal para o seu filho/filha. Não espere que seu filho saia comendo, isso não acontece e jamais force ele a comer. A alimentação deve ser uma fonte de prazer. O meu filho só queria mamar, o primeiro mês ele não comeu quase nada. Tenha paciência, cada dia vai eles vão comendo mais. 
Comecei por alimentos hipoalergênicos e mais fácil digestão. O primeiro alimento que eu ofereci foi o abacate, pois é um alimento super calórico, cheio de nutrientes e o paladar é neutro. 

CONSISTÊNCIA 
Desde o início ofereci alimentos amassados, no início bem amassado e depois com alguns pedaços. Isso facilita muito o aprendizado da mastigação.

QUAIS OS PRIMEIROS ALIMENTOS?
Comecei por alimentos hipoalergênicos e mais fácil digestão. O primeiro alimento que eu ofereci foi o abacate, pois é um alimento super calórico, cheio de nutrientes e o paladar é neutro. 
Decidi fazer a introdução alimentar de forma mais lenta, é importante oferecer o novo alimento e esperar 3 dias sem oferecer um novo alimento para ver se o bebê vai ter alguma reação. 

6 AOS 7 MESES (2 refeições)
Cenoura, batata doce, pêra (ele ama), maçã, moranga/abóbora, abacate/avocado, banana, mandioquinha (batata baroa). 
A pêra e a mação podem ser cozidas e amassadas. 
Comece com duas refeições por dia:
07:00 - Leite Materno 
10:00 - 1 fruta 
13:00 - Leite Materno 
16:00 - Leite Materno 
19:00 - 1 legumes (cenoura, abóbora, batata doce)
22:00 - Leite Materno 

7 AOS 8 MESES (3 refeições)
Incluir: frango, batata, arroz (bem cozido e amassado, integral e branco), beterraba, espinafre, ervilha, lentilha, mandioca, aveia (fazer um mingau com água, não é necessário adicionar nada doce, eles adoram o sabor natural da aveia), abobrinha.
06:00 - Leite Materno 
09:00 - 1 fruta 
13:00 - Frango, batata doce, ervilha 
16:00 - Leite Materno 
19:00 - Frango, espinafre, lentilha
22:00 - Leite Materno 

8 AOS 9 MESES (3 refeições)
Incluir: feijão, ovo (começar com a gema), quinoa (super nutritivo). 

9 AOS 10 MESES (3 a 4 refeições)
Incluir: carne vermelha. 

IMPORTANTE
Muitas vezes necessitamos de algum auxílio para a criança se concentrar na comida, não recomendo brinquedos, celular. Ofereça algum item da cozinha como uma colher, uma tampa. 

A partir do primeiro ano de vida a criança pode começar a comer a mesma alimentação da família (saudável, ok?). A criança não necessita de açúcar, guloseimas, biscoitos, bolachas e jamais use estes alimentos como forma de premiação. Isso é completamente errado. 

Conforme a alimentação avançando, você vai se sentir mais segura e o seu filho também. Identifique o momento (de 8 a 9 meses) em que ele começar a fazer a pinça com os dedos e coloque pedaços pequenos de alimentos (bem cozidos e macios) para que ele mesmo possa pegar e levar até a boca (cenoura, abóbora, moranga, banana, pera, batata). 

Não dê alimentos com sementes e outros que podem gerar engasgos (como os grãos inteiros). 


quarta-feira, 29 de novembro de 2017

Como manter a forma nas festas de final de ano


Pode deixar a dieta de lado e curtir as festas de final de ano, confraternizar, comer e ser feliz. O mais importante é compensar, comer de tudo, sem exagerar nas quantidades e manter o peso. E para isso elaborei algumas dicas básicas que sempre passo para os meus pacientes e funcionam muito:

Não é por que é final de ano que você não precisa tomar água, comer frutas, legumes e verduras. Nosso corpo precisa destes alimentos todos os dias e são eles que ajudam a diminuir o nosso apetite e manter o nosso metabolismo acelerado. 

Você também não deve ficar o dia inteiro sem comer esperando a ceia de natal. Faça as suas refeições, coma de 3 em 3 horas e coma muitas frutas nos lanches. Assim, você vai manter o seu apetite de médio a baixo e poder comer de tudo, com calma e sem devorar a ceia e as sobremesas.  

O chá verde é um dos melhores companheiros nestas horas. Tome 2 xícaras após os eventos mais caprichados (exagerados, né?) na comida. O chá verde ajuda a eliminar gordura e os carboidratos ingeridos. Ele também é um super digestivo. 

Faça compensação. Se você exagerou no almoço, tome sucos, coma frutas e reduza a alimentação nas próximas refeições. E se você exagerou no jantar, faça um café da manhã mais leve com frutas e sucos também. 

Boas Festas!!!


quinta-feira, 5 de outubro de 2017

Dicas para aumentar a produção de leite

A boa alimentação é fundamental para a produção do leite materno. Elaborei dicas preciosas para a sua amamentação:

- Evite alimentos industrializados, embutidos, frituras, excesso de doces. Faça uma alimentação bem saudáveis, com comida caseira, salada, frutas, legumes, arroz integral, carnes, ovos...
- Tome de 3 litros de água diariamente. É O MAIS IMPORTANTE!!!
 Coma de 3 a 5 frutas por dia (frutas variadas, melão, maçã, coco, mamão, pera, uva, banana)
- A água de coco também é uma maravilha. Tente comprar a água natural. 
- Inclua chás diariamente como, melissa, erva-doce, cidreira, funcho (muito bom), hortelã.
- Outros alimentos que também ajudam: aveia (você pode misturar nas frutas), e arroz integral.
- Consuma arroz e feijão diariamente.
- Não faça dieta, alimente-se normalmente sem exageros. 

Não esqueça de relaxar e seguir todas as orientações. Quando melhor a alimentação e quando mais você amamentar, melhor será a qualidade e maior a quantidade do seu leite.

Dica de Chá
Este chá é ótimo para auxiliar na amamentação, pois além de aumentar a produção de leite, também ajuda a diminuir as cólicas do bebê.

Composição: Funcho, Erva doce, Alcarávia, Melissa e Rosa silvestre, flores e frutos.



Mais informações:



terça-feira, 5 de setembro de 2017

Alimentos que devem ser evitados na gestação


Existem alguns alimentos que são tóxicos para o bebê e por isso devem ser evitados. Confira:

- Evite o açúcar refinado e não utilize adoçantes a base de aspartames, ciclamato e sacarina, sucralose. Prefira o açúcar de coco, mel, açúcar mascavo, xarope de agave e stevia.

- O glutamato monossódico pode causar pré-eclâmpsia. Ele está presente nos alimentos processados, nem sempre é possível encontra-lo na composição. Evite embutidos, caldos prontos, salgadinhos.

- Refrigerantes (inclusive diet e light)

- Durante a gestação e lactação, é importante evitar bebidas que contenham cafeína, como café, refrigerante (à base de cola e guaraná), chá preto, chá mate e chocolate. Essa substância pode atravessar a barreira placentária e causar alteração da frequência cardíaca, respiração fetal e alterar o comportamento neurológico. Os cafés descafeinados, além de conter estimulantes, também podem conter produtos químicos utilizados para remover a cafeína que são tóxicos. Existem no mercado cafés que são descafeinados com água, prefira estes, em pequenas quantidades.

- Canela, linhaça (no 1º trimestre), álcool, cigarro.

- Chás em geral (os permitidos são camomila e erva-doce).

Peixes e frutos do mar na gestação
O mercúrio é um metal pesado que pode ser encontrado nos peixes e é prejudicial para a nossa saúde. Ele pode afetar a atenção, linguagem e memória da criança.

Evite os peixes que contém teor alto de mercúrio como atum, arenque, cação, peixe espada, cavala, tubarão. Os peixes e frutos do mar que podem ser consumidos são: camarão, truta, salmão, atum em lata, haddock, sardinha, pescada, merluza, linguado, abadejo.

sábado, 5 de agosto de 2017

Está pensando em engravidar?

Inicie a gravidez com hábitos saudáveis. Uma boa alimentação é fundamental para a gestação saudável. É importante a futura mamãe começar a gestação com um peso adequado para evitar o excesso de peso. Durante o primeiro trimestre da gravidez, a necessidade de nutrientes é muito grande, por isso é importante ter uma boa reserva destes nutrientes mesmo antes de engravidar. A suplementação de vitaminas, minerais e ômega 3 deve ser iniciada antes da gravidez, ela deve ser feita pelo médico e/ou nutricionista. O uso de ácido fólico e as vitaminas do complexo B são importantes para a formação adequada do tubo neural, pela formação e reparação do DNA. O DNA contém as instruções genéticas para o funcionamento do nosso corpo. Outro nutriente importante, é o ômega 3, ele tem efeito anti-inflamatório, melhora o sistema imunológico e reduz o risco de parto prematuro. Tenha uma dieta rica em frutas, legumes e verduras. Mães saudáveis terão bebês saudáveis e uma gestação mais tranquila. Tenha um ambiente familiar saudável para a chegada do bebê.
Procure uma nutricionista e esteja em plena forma antes de engravidar! 

Alimentação e Diabetes

O Diabetes é uma doença crônica, tratável e de grande incidência. Os fatores genéticos, a alimentação e hábitos de vida são as principais causas desta doença. Para você ter uma idéia, filhos de pais (mãe e pai) diabéticos tem 70% de chance de desenvolver a doença, e filhos de apenas um pai diabético tem 50%. A alimentação é fundamental para a prevenção e também para o tratamento da doença. 

Elaborei algumas dicas:


  • Evite os alimentos que aumentam a glicemia como açúcares, adoçantes*,  hiperalimentação (quando você consome mais do que precisa), sucos de frutas (naturais e de caixinha). 
  • Claro que você pode consumir um doce, mas isso não pode ser rotina, tem que ser exceção. Se programe consumir algum doce 1x na semana. Escolha um dia da semana para fazer isso. 
  • Leia sempre o rótulo dos alimentos e evite aqueles que tenham xaropes, acúcar e adoçantes na sua composição. 
  • Bateu aquela vontade de comer doce? Priorize as frutas, chocolate 70% cacau e frutas secas com nozes. 
  • Alguns chás ajudam a baixar o açúcar do sangue. Saiba aqui quais os melhores chás para diabetes.  Gosto muito do chá verde que é digestivo e diminui a absorção de açúcares e gorduras. 
  • Inclua chia e gergelim nas refeições. Elas evitem a hiperglicemia. 
  • Coma muita salada nas refeições. 
  • Mantenha-se em forma. o excesso de peso aumenta o risco de diabetes. Existem muitas pessoas que desenvolvem diabetes por estarem acima do peso e quando emagrecem conseguem se curar.  
  • A aveia é um alimento que também deve ser incluído. Consuma frutas com aveia. 
  • Evite ficar mais de 3 horas sem se alimentar. O jejum também pode causar hiperglicemia. 
  • A dieta com baixo teor de carboidrato é uma boa opção. 
  • Faça um acompanhamento com uma nutricionista para ter os melhores resultados!





quarta-feira, 5 de julho de 2017

Chás para Diabetes

Além de cuidar da alimentação, o uso de chás também ajudam muito no controle do diabetes. 
Listei alguns chás que diminuem a glicemia e que podem ser ingeridos diariamente.

Chá verde 
Chá de canela 
Chá de gengibre
Chá de pata de vaca 
Chá de capim-cidreira
Chá de camomila 
Chá de melão de são Caetano 

Sugestão: você pode utilizar os chás de canela, gengibre e verde após as refeições, pois ele também são digestivos e consumir o chá de camomila após o jantar, pois ele também tem efeito calmante.